Ripple Pay, pagamento online P2P.

O pagamento online sem dinheiro, uma comunidade na base da confiança.

Geralmente os sistemas de pagamentos online são relacionados ao sistema de crédito tradicional, bancos e cartões de créditos.
Parecia impossível desnvincular a transaçnao online dos intermediários, como por exemplo, bancos e empresas de cartões de créditos, até que Ryan Fugger e Sylvain Poirier idealizaram e criaram a Ripple Pay.
Ripple Pay é um revolucionário sistema de pagamento online orientado não somente no sistema de crédito tradicional mas em sua comunidade e na confiança entre os usuários. Em poucas palavras, um sistema de pagamento peer-to-peer ( P2P).

Em que consiste a grande novidade do Ripple Pay

Parece apenas um detalhe pequeno, porém um sistema de pagamento que coloca fora os intermediários financeiros traz uma verdadeira revolução por um simples motivo: elimina o endividamento dos consumidores. No sistema tradicional ( por ex. cartão de crédito) cada pagamento corresponde a um endividamento. Todo o sistema especulativo e capitalista está baseado no endividamento dos consumidores.
Ripple Pay faz exatamente ao contrário: o pagamento elimina o débito e isto acontece graças a confiança entre os usuários ( comunidade)

Como funciona

Para explicar como funciona o sistema ripple faremos uma comparação que mostrará bem a idéia de “mecanismo baseado em uma comunidade e na confiança entre seus membros”.
Suponhamos que você tem um débito de 10 reais com a tua amiga Flávia e que você tenha ym livro que Flávia gostaria muito de ler.
Você pode propor a Flávia de dar-lhe o livro em troca da extinção do seu débito.

Um passo a frente

Obviamente este é um caso muito simples, mas podemos imaginar outra situação.
Adicionamos um outro amigo, Danilo e a situação ficará mais dinâmica.
Você tem um débito com Flávia de 10 reais.
Você possui um livro que Danilo deseja.
Neste caso, se Danilo estiver de acordo, e se é suficientemente amigo, você poderia dizer a Danilo: ” – Eu te dou o meu livro, e em troca você dará a Flávia os 10 reais que devo a ela.”

Se Danilo e Flávia aceitam, você eliminaria seu débito sem se endividar com a operadora de cartão de crédito. Tudo isto, graças a Danilo que tomou a responsabilidade de pagar a Flávia.
Ripple funciona deste modo, utilizando a comunidade ( Flávia, Danilo e você) e a confiança entre eles ( o fato dele se conhecerem entre si) para eliminar um intermediário financeiro no pagamento efetuado. Acima de tudo, elimina o endividamento do consumidor no qual está baseada toda a especulação financeira.
Mas , o que acontece se Flávia não tem confiança que Danilo pagará os 10 reais?
Aqui entra em jogo Ripple, que procurará um amigo comum entre eles, um amigo no qual Flávia tem confiança.

Ripple constrói uma rede de confiança entre milhões de usuários.

Inscrevendo-se no site da Ripple, cada usuário deverá reconhecer entre os outros inscritos, quais ele conhece e quais ele confia a ponto de assumir a responsabilidade do crédito ( ex. Danilo > Você).

Os amigos também fazem este reconhecimento e está criada uma rede de relações baseada na confiança.
No momento em que você deve efetuar um pagamento, o sistema ripple, através de algorítimos de pesquisas, buscará o caminho mais curto entre você e a pessoa a quem você deve pagar, utilizando claro, a rede de confiança de cada usuário.
Em poucas palavras, Ripple buscando entre conhecidos de conhecidos….encontrará um outro amigo para se colocado no lugar de Danilo, cuja pessoa Flávia tenha confiança.

A vantagem de Ripple Pay

Este sistema tem muitas vantagens, entre as quais a eliminação do endividamento.
Todo sistema capitalis está baseado na especulação feita sobre o endividamento do consumidor.
Quando você compra alguma coisa pela internet, ou até mesmo por em uma loja normal, e paga com o cartão de crédito, você na verdade, não pagou, mas simplesmente se endividou com o teu banco ou operadora de cartão de crédito. Funciona da mesma maneira como fazer um “financiamento” para casa própria, ou entao, conseguir crédito para consumir bens duráveis como carros, geladeiras e TVs de plasma. Caso você pague no vencimento da fatura , tudo bem! Caso não pague, dá-lhe juros.
Veja bem o exemplo das Casas Bahia cujas vendas brutas cresceram 28% em 2005, alcançando R$ 11,5 bilhões, e tendo lucro foi de R$ 201 milhões. Este lucro vem alto assim pois eles atuam como financeira, cobrando juros sobre juros na compra de uma geladeira.
Diariamente todos nós somos bombardeados pela mídia com “ofertas” e “crédito fácil”.
O estímulo ao consumo (com crédito fácil e parcelas a perder de vista) é utlizado como desculpa para aquecer a economia do país, criar mais empregos e melhores condições de vida.
Na realidade, isto tudo serve somente para alimentar o caixa dos intemediários financeiros que usam o nosso dinheiros para especular, e fazer mais dinheiro.
Tudo bem que nossa economia é capitalista e não se pode mudar tudo em um único dia, porém as coisas poderiam ser estruturadas de um modo mais ético. A maioria dos consumidores não percebem o quanto de juros e taxas pagam para as financeiras, eles somente pensam se podem ou não pagarem a prestação de determinado valor.

Ripple pay loucura?

Não , não loucura. Com certeza, é revolucinário, ambicioso, e acima de tudo algo para ser testado e experimentado. Deve também ser considerado muito sério porque pode constituir o primeiro passo avante contra o conceito abse do consumismo desenfreado: o endividademento do consumidor.
Se você gostou desta idéia, sinta-se convidado a inscrever-se ao sistema da Ripple Pay e alimentar este tipo de iniciativa pioneira. O sistema somente pede um email válido e é bem simples. Um vez que isto não muda nada em nossas vidas, provamos! Nunca se sabe….

Follow Me on Pinterest
Marcado com: , ,
Um comentário sobre “Ripple Pay, pagamento online P2P.
  1. paulo disse:

    acabei chegando nesta página por acaso, na verdade eu estava procurando no google artigos sobre o ripple pay project. Bem, eu nao entendi direito o que é ou quem é marfisa, de qualquer forma foi agradável ler sobre este assunto em portugues.

    Um abraço… um beijo…até logo… ou adeus.. (o que couber melhor)

    Paulo

Deixe uma resposta